segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

"Procissão da bíblia" e "dança litúrgica". O que fazer?

Padre Luiz Fernando
Diocese de Itumbiara


A prática da entrada ou procissão da Bíblia, logo antes da primeira leitura, muitas vezes acompanhada de dança, vem sendo tolerada há muito tempo. Fato é que esse “rito” não existe oficialmente, isto é, nos livros e normas litúrgicas. O motivo pelo qual ainda não foi permitida oficialmente, apesar da intensa prática, é que não tem nenhum sentido litúrgico-teológico e ainda perturba o andamento da celebração.


terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Padre, um "recasado" pode comungar?


Um sacerdote, Pe. Antonio Grappone, responde às dúvidas e perguntas sobre um tema de grande atualidade, à luz do Magistério da Igreja

O divorciados recasados não podem receber a comunhão porque são mais pecadores do que os outros?

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Cardeal Muller dá interpretação final da Amoris Lætitia


Na semana passada foi publicada uma entrevista com o Cardeal Gerhard Muller, Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé. Além do Papa, é ele que tem autoridade para interpretar os documentos da Igreja de acordo com o Magistério, como ele próprio diz na entrevista.
Nos últimos meses surgiram entre alguns bispos dúvidas sobre a interpretação correcta da exortação apostólica Amoris Lætitia. Nesta entrevista o Cardeal Muller não disse nenhuma novidade, mas voltou a esclarecer que a única interpretação possível da Amoris Lætitia é a que está de acordo com o Catecismo da Igreja Católica.
Aqui fica parte da entrevista:

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Nota Pastoral A interpretação da Exortação Apostólica “Amoris Laetitia”, na Diocese de Frederico Westphalen.

A cada dia nós, Bispo e padres, pastores da Igreja, nos defrontamos com a realidade de católicos, nossos irmãos de fé, que vivem em situação matrimonial irregular, aqueles que contraindo validamente o Matrimônio, tendo-se divorciado, unem-se civilmente em um novo casamento, ou tão simplesmente convivem juntos. Tal realidade produz certamente, no caso de católicos conscientes, um grande sofrimento.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Por que incomoda tanto o nome de Ives Gandra para o STF?


Mal o nome de Ives Gandra Filho despontou como favorito para o STF, a mídia já começou a praticar o seu habitual “assassinato de reputações”.
Nesta semana, tão logo o nome de Ives Gandra da Silva Martins Filho despontou como favorito para o Supremo Tribunal Federal — conforme previsão acertada da mídia alternativa —, a imprensa convencional, pouco dada à imparcialidade, já começou a praticar o seu habitual "assassinato de reputações".

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

A Exortação Apostólica Amoris Laetitia: Uma Crítica Teológica  

A autoridade da Amoris laetitia

Os perigos da Amoris laetitia

Censuras teológicas de proposições retiradas da Exortação Apostólica Amoris laetitia

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

A nova inquisição contra os cardeais considerados "Rebeldes"

Uma divergência doutrinária vergonhosa e descabida por vários motivos. Vergonhosa porque já se pôde notar, ao longo da contenda, mudança de posições adotadas por ao menos um dos críticos de Amoris laetitia, como o sr. cardeal Muller, da Congregação para a Doutrina da Fé, que antes se declarava contrário às inovações da referida exortação, e agora se bandeou para o lado do papa, censurando publicamente os cardeais que interpelam Francisco.